Saturday, October 21, 2017

Observatório é atração em Campinas

Publicado em Dica da Redação Escrito por  Dezembro 10 2015 tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
Avalie este item
(0 votos)

Em uma ação pioneira a Prefeitura Municipal de Campinas inaugurou em 15 de janeiro de 1977 o primeiro Observatório Municipal do País, denominado então como Estação Astronômica de Campinas. Desde o seu início o Observatório desenvolve um trabalho permanente com o público em geral, e em particular com estudantes, levando o conhecimento astronômico ao maior número possível de pessoas. Suas ações abrangem atividades educativas, de divulgação e pesquisa astrônomica. Aberto ao publico é também uma boa opção de turismo.

Em 1992, o Observatório passou a denominar-se Observatório Municipal de Campinas Jean Nicolini – OMCJN, ligado à Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Turismo, em homenagem à memória do astrônomo Jean Nicolini, por seu renomado trabalho como observador, entusiasta e divulgador da ciência astronômica, tendo sido o fundador do Observatório do Capricórnio-OC na cidade de São Paulo em 1948.

AS ATIVIDADES QUE SÃO REALIZADAS EM SEUS DIVERSOS ESPAÇOS

ESPAÇO CHRONOS: relação tempo/espaço junto aos relógios do Sol, nos modelos Vertical, Horizontal e Equatorial, quando são demonstradas uma das maneiras mais antigas de se medir o Tempo através da natureza.

ESPAÇO VIDEOTECA: o Universo na tela por meio de vídeos educativos e científicos, com sessões permanentes durante todo o tempo da visitação.

ESPAÇO EUREKA: um “tour” pelo cosmo por meio das exposições, procurando demonstrar o Universo como um todo organizado e harmonioso: Sistema Solar, Via-Láctea e outras galáxias, maquetes de naves espaciais, globos planetários, celestes e mostras de rochas e minerais.

ESPAÇO JANELA PARA O CÉU: a olho nú, o visitante faz o reconhecimento das principais constelações sobre a orientação de um astrônomo. Relatos de mitos, lendas e curiosidades celestes, com enfoque especial sobre a preservação do céu e meio ambiente.

ESPAÇO GALILEU: observação dos astros em evidência, através dos maiores telescópios disponibilizados ao público no Brasil: refletores cassegrain de 500mm e de 600mm e vistação ao astrográfo de 400mm.

ESPAÇO HELIOS: observação do Sol realizada, principalmente, no período do horário de Verão, quando é utilizado para as observações ao telescópio, filtro especial.

ESPAÇO CIRANDA NAS ESTRELAS: espaço onde as crianças podem brincar ou desenhar enquanto os pais participam das atividades programadas.

Serviço:

– O Observatório abre todos aos domingos das 17h às 21h.
– No horário de Verão as atividades são encerradas meia hora mais tarde.
– A idade mínima para observar ao telescópio é a partir de 5 anos.
– Para a visita é cobrada uma taxa de R$ 4,00 (quatro reais) por pessoa e meio-ingresso a R$ 2,00 (dois reais), sendo isentos crianças até 6 anos e adultos a partir de 60 anos.

O Observatório não dispõe de monitoria para acompanhar as crianças.

Como chegar:

O Observatório situa-se no Monte Urânia, Serra das Cabras, Distrito de Joaquim Egídio.

Saindo do centro de Campinas, pela Av. Moraes Sales, siga sempre em frente em direção ao Distrito de Sousas, continuando até o Distrito de Joaquim Egídio. Ainda em frente, você chegará a uma estrada asfaltada que o levará ao Observatório, sendo que os últimos 5 km são de terra.

O percurso total do centro de Campinas ao Observatório é de 32 Km.

O ar puro, a natureza sempre presente, as belas e centenárias fazendas propiciarão ao visitante momentos agradáveis.

Ler 1605 vezes Última modificação em Última modificação em Dezembro 14 2015

Curta nossa pagina

Procurando Turismo

Com o objetivo de fomentar o turismo em torno da região oeste de São Paulo composta pelas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, o jornal, distribuído há mais de 3 anos nas cabines dos pedágios e disponível na web, traz em suas páginas, dicas e matérias sobre passeios turísticos, cidades, monumentos, restaurantes, hotéis, áreas de lazer, parques públicos e eventos institucionais no interior. Um verdadeiro guia de turismo, um veículo segmentado e que tem ainda como apoio uma página no Facebook, atualizadas frequentemente, atingindo um público em torno de  1 milhão e 800 mil leitores anuais.