Thursday, September 21, 2017

Gastronomia 10

Publicado em Gastronomia Escrito por Maio 10 2016

Se você é que nem eu que gosta de aliar boa gastronomia com lazer, viagem e diversão em família, a nossa dica do mês vai para a Fazendinha e Restaurante Santa Adélia: Um programa “daqueles” para você levar a família e, principalmente as crianças, que reúne tudo isso e mais um pouco em São Roque, Estância Turística localizada a 60 quilômetros da capital de São Paulo.

Ser bem recebido (pelo próprio dono) comer bem, em um lugar super diferente do dia a dia, com clima de interior, com ampla área de estacionamento, de lazer, em ambiente ao ar livre e com uma paisagem lindíssima para se apreciar não é todo dia que se encontra, não acha? Essas são aquelas boas notícias que a gente faz questão de dividir com você leitor, para que você também possa aproveitar das maravilhas disponíveis no interior e que às vezes você nem sabe. A Fazendinha com mais de 30 mil metros de área, além arborizada, bem localizada e com asfalto até a porta,tem tudo o que a gente gosta: Espaço ao ar livre, playground, bichinhos típicos de fazenda  (coelhinhos, avestruzes, galinhas, porquinhos, passarinhos, patos, gansos, pôneis...)tem mil atrações interessantíssimas, gangorra e pula-pula, lanchonete, pastelaria, empório, doces, queijos, compotas, caldo de cana, sucos, sorvetes e um amplo e confortável restaurante colonial bem arejado, com mesas na varanda e espaço suficiente para atender servir tranquilamente 150 pessoas sem fila de espera, sem estresse em sem demora. Um lugar realmente bacana de se conhecer. Um astral ótimo.

Fomos almoçar lá, porque já sabíamos da fama (que corre de boca em boca) de que o restaurante serve a “melhor picanha do Roteiro do Vinho”. Ainda que a gente saiba que por lá também se encontram outras excelentes pedidas de gostosos pratos, não poderíamos deixar de experimentar o “orgulho da casa” que é a suculenta picanha argentina servida no Restaurante Santa Adélia. É de babar! Além daquele cheirinho delicioso que você certamente já está imaginando que exala pelo ambiente, a carne vem servida em rechau e chega à mesa estalando, fumegando. A gente enche a boca de água só de ver e ouvir a carne ainda fritando quando chega. Falando com José Luiz Camargo (o proprietário), fui informado do sistema da casa: O serviço é embuffet, com saladas muito variadas e as carnes ou os peixes pedidos à La carte. Tudo com qualidade e sabores muito especiais. Pedi a minha como um bom gaúcho: mal passada e com aquela generosa gordura que só a picanha argentina consegue ter.

Serviram-me uma carne pra lá de macia, acompanhada de calabresa, polenta frita, farofa, arroz e uma saladinha fresca. Uma delícia realmente. Comeriam dois sem nenhum medo de ficar com fome, mas guloso que sou, diante daquela maravilha não ia deixar sobrar no prato “nem que a vaca tussa” como se diz por aí. Confesso que saí de lá querendo tirar uma soneca, mas como o local ainda oferece sobremesas maravilhosas, sorvetes e pastéis doces, tomei um fôlego, dei uma voltinha com as crianças e voltei para o segundo tempo feliz da vida. E é por essas delícias gastronômicas e por todo um ambiente agradável e familiar que eu indico sem pestanejar esse restaurante gostoso, charmoso e ao alcance de qualquer um. O atendimento não deixa nada a desejar e você se sente num quintal típico das fazendinhas de vovó que se vê nas séries e novelas da TV. Dica: Exeperimente também o já famoso pastel de alcachofra (especialidade da casa). Demais. Vai que é boa!

 

Serviço:

End.: Sítio Santa Adélia - Bairro Canguera

São Roque/SP • Tel.: (11) 4711-1556 • Facebook: Fazendinha e Restaurante Santa Adélia • www.fazendinhasantaadelia.com.br

Publicado em Gastronomia Escrito por Dezembro 21 2015

Por muito tempo a nossa expectativa de comer uma carne à beira da estrada, significava parar naquelas “churrascarias rodízio,” instaladas em algum posto de abastecimento ao longo do caminho. Tornou-se referência àqueles postos onde se viam muitos caminhões estacionados, afinal, como diz à lenda, “onde tem caminhoneiro, tem comida boa”.

O cenário nas rodovias hoje mudou. E mudou muito. Grandes cadeias de alimentação já se fazem presentes e as opções gastronômicas são tão diversas que já se pode escolher entre comer numa grande rede ou em restaurantes superespecializados e charmosos. Há gosto para tudo, desde comida japonesa, italiana e árabe, até gastronomia exótica como rã, pato e carneiro.

Caímos na estrada (na Rodovia Castelo Branco), para encontrar uma opção de restaurante, do tipo churrascaria, mas que tivesse tudo o que a gente gosta: Cara boa, atendimento personalizado, ambiente arejado, “daqueles” bem típicos do interior, mas com conforto, charme e categoria.

Em pouco mais de 80 quilômetros, a uma horinha de São Paulo, localizado no município de Itu, encontra-se o Rancho da Picanha. Um casarão (lindo) todo avarandado, sombreado por mangueiras, jaqueiras e verde por todos os lados, com lugar para atendimento de mais de 400 pessoas. Serve, entre outras carnes, uma picanha de tirar do sério. Um exagero. Preparada na grelha, com carne argentina, esbanja perfume e sabor. Que prato! Muito bem servido. Pedido para um, comem dois e se duvidar ainda sobra. Suculenta é pouco. Acompanhada de salada, arroz branco, feijão carioquinha, mandioca,torresminho e polenta frita, dá até tristeza depois de tanto prazer em comer bem. A Picanha à Moda do Rancho honra o nome.

Se depois disso você ainda tiver disposição, vale a pena conferir as sobremesas e as compotas de doces caseiros. Pode chegar, você vai me agradecer.

Rod. Waldomiro Correa de Camargo, Km 57 – Estr. Velha Itu/Sorocaba. Saída 78 da Rod. Castello Branco sentido Itu e saída 16ª da Rod. do Açúcar.

Tel.: (11) 4024-1093 / 4024-5113
www.ranchodapicanha.com.br

Publicado em Gastronomia Escrito por Dezembro 14 2015

Fala sério, ninguém aguenta mais tanto calor. Para aliviar um pouco, resolvemos sugerir um programão para o fim de tarde: Sorveteeeee!

Nossa dica vai para um fabricante, localizado em São Roque (SP), que faz o melhor sorvete da região. Chama-se “Quero-Quero Sorvetes”. Com receitas italianas muito bem elaboradas e de qualidade inquestionável.

A loja (charmosíssima) fica escondidinha numa ruazinha do centro da cidade, com mesinhas externas superaconchegantes e um atendimento de primeiríssima qualidade. Feito artesanalmente pela própria família, a Quero-Quero é sem dúvida o que há de mais legal para fins de tarde em São Roque. Fomos lá e conferimos o sabor de cada um. Hmmmm,pode acreditar, tudo muito bom. Verdadeiras delícias geladas. Vai aí? Bora lá que com esse calor, eu também vou.

Texto: Alexandre Barroso


Endereço: Rua América, 137, Villa Aguiar – São Roque/SP

Tel.: (11) 4712-5669

Confira o site : www.queroquerosorvetes.com.br

 

Publicado em Gastronomia Escrito por Dezembro 10 2015

Sabe pastel de feira? Do tipo que todo mundo gosta bem? Descobrimos um “daqueles” no meio da rodovia e com direito a caldo de cana (geladinho) e tudo o mais. É um delírio. Enormes e com receitas super exclusivas, são verdadeiras refeições. Salgados e doces, eles fazem a festa de qualquer um. Experimentamos um monte deles (claro), – já que é para comer, vamos comer bem, não é mesmo? Entre deliciosas opções escolhi um para sugerir (Palmito, molho bechamel, cebola e azeitona verde com Catupiri) que me dá saudade só de pensar. Uma maravilha: sequinho, hiper recheado e E-nor-me.Hmmm. Se você é quem nem eu que adora um bom pastel, vai por mim: Vero Pastel. Essa é a nossa dica da melhor casa de pastel da Casllo Branco. Para lá. E depois esqueça se for capaz!

Serviço:

Endereço: Rodovia Castelo Branco, Km 72 – Itu/SP
Telefone: (11) 4026-5062
Localização: Road Shopping Loja: 015

Publicado em Gastronomia Escrito por Dezembro 09 2015

Se você é usuário assíduo da Castello Branco e ligado em gastronomia portuguesa, certamente você já sabe o endereço da melhor casa do gênero da rodovia, aliás vale dizer, para quem ainda não sabe, o Rancho 53 é também a casa que mais serve bacalhau no país inteiro. Acredite, os caras sabem como ninguém servir essa iguaria. Só para se ter uma ideia, e dados como este fazem toda a diferença, são servidos ao longo do mês, algo em torno de seis toneladas de bacalhau no restaurante. É mole ou quer mais? A variedade de pratos apresentada no cardápio é imensa, a gente baba só de ver.

Fomos lá conhecer a mais nova atração gastronômica da casa. O polvo. O prato mais exótico que já degustei é para quem gosta de fato de frutos do mar. Com um aspecto totalmente diferente de tudo o que a gente está acostumado a ver e comer, confesso que tive uma certa apreensão com a pedida, mas ao chegar à mesa, cheirosíssimo e derretendo, não tive a menor dúvida. Me joguei com unhas e dentes. A boa surpresa é que além de um sabor divino, a consistência e a textura da carne é super agradável e macia. Bem cozido, o Polvo ao Lagareiro (prato típico português) é também frito na brasa antes de chegar à mesa e servido acompanhado de batatas cozidas (com casca), brócolis e arroz. Acrescentei um bom azeite por minha conta e me fartei. Comi com muito prazer e repeti com gosto. Descrito no cardápio como próprio para duas pessoas, acredite, serve bem quatro pessoas sem a menor dúvida. Outra sugestão que vi passar pela frente e tive o prazer de experimentar, foi o risoto de polvo. O segredo ninguém conta, mas é outro daqueles pratos que só se vê nas telas de cinema. Um show de sabor e perfume. Antes do prato principal, pude degustar do tradicional bolinho de bacalhau servido na casa, um petisco farto de massa de batatas leves que chega à mesa quentinho e lindo.

Distante a 53 quilômetros da capital, localizado no município de Araçariguama, o Rancho 53 é mais que um restaurante. Pode-se dizer que a casa é praticamente um consulado português nas cercanias de São Paulo. Muito bem frequentado é parada obrigatória de chiques, famosos e de apreciadores da alta gastronomia como eu. O restaurante, aonde tudo parece superlativo, possui dois salões imensos, uma área anexa e varanda, mais despojada, para comidas rápidas, onde se acomodam confortavelmente mais de 250 pessoas. Tudo muito bem decorado com motivos portugueses, claro, serve seus pratos em porcelana típica (e até vende a porcelana se você quiser) e tem um atendimento de primeiro mundo.

Todas as quintas-feiras, religiosamente, a casa enche para apresentações de fado. E a clientela dispõe ainda, ao sair, de um empório com dezenas de marcas de azeites, queijos e enchidos importados de Portugal. Difícil encontrar tanta tradição num mesmo lugar. Não há nada igual na rodovia. Com estacionamento próprio e um ambiente pra lá de bom, a gente mais que indica. Passar por lá e comer bem é quase uma obrigação. Vai, vai que a pedida é boa!

 

Endereço: Rodovia Castelo Branco, KM 53 /Araçariguama – SP

Telefone: (11) 4136-1381

Pagina 1 de 2

Curta nossa pagina

Procurando Turismo

Com o objetivo de fomentar o turismo em torno da região oeste de São Paulo composta pelas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, o jornal, distribuído há mais de 3 anos nas cabines dos pedágios e disponível na web, traz em suas páginas, dicas e matérias sobre passeios turísticos, cidades, monumentos, restaurantes, hotéis, áreas de lazer, parques públicos e eventos institucionais no interior. Um verdadeiro guia de turismo, um veículo segmentado e que tem ainda como apoio uma página no Facebook, atualizadas frequentemente, atingindo um público em torno de  1 milhão e 800 mil leitores anuais.